Posso dormir junto com o meu bebê? É seguro?

  • por

Dormir junto com o bebê é seguro?

É muito bom ficar abraçadinho todo o tempo com o nosso bebê. A vontade de dormir assim juntinho é muita!

Apesar de parecer algo simples, comum e inocente, é um assunto polêmico porque existe o risco de acontecer algo grave.

Entendemos, que dormir com o nosso bebê em na mesma cama, além de ser muito bom, é também prático na hora do choro, amamentação e atenção. Mas existem riscos que poderiam não acontecer se o bebê estivesse no berço adequado no mesmo quarto com os pais, que é uma excelente opção.

A cama familiar pode parecer atraente para os pais por vários motivos, mas apresenta riscos, principalmente de que pode  aumentar a chance de seu bebê sofrer da síndrome da morte súbita infantil (SMSL) .

Uma maneira segura de dormir junto com seu bebê é dividir o quarto – onde seu bebê dorme no próprio berço. Na verdade, a AAP recomenda dividir o quarto com seu bebê até que ela tenha pelo menos 6 meses de idade e, possivelmente, até seu primeiro aniversário.

Ao contrário do que muitos pensam, ter seu bebê em seu próprio berço no quarto dos pais, torna sim a amamentação rápida e fácil. E, claro, você poderá voltar a dormir em sua cama e se aconchegar melhor com seu amor.

O benefício mais importante é que pode ajudar a reduzir o risco de SMSL em até 50 por cento.

Mas o que é SMSL?

A síndrome da morte súbita do lactente (SMSL) é quando o bebê morre sem causa aparente. É a principal causa de óbito de bebês com menos de 1 ano de vida, e geralmente ocorre durante o sono noturno. Entre suas causas estão o atraso na maturidade do tronco cerebral do recém-nascido, dormir com os pais ou irmão, e de bruços ou de lado – em vez da posição correta, que é com a barriguinha para cima -, calor excessivo no ambiente, ou quando a mãe fuma durante a gravidez ou após o parto.

Para evitar o problema, é importante que o bebê seja colocado para dormir de costas e com a barriga para cima, para evitar que ele mude de posição. Não deixá-lo no carrinho ou no bebê conforto por um longo período, e tirar objetos do berço que possam ser puxados por ele e sufocá-lo, como panos, lençóis, travesseiros e cobertores, também são recomendações necessárias para prevenir a situação. Outras formas de cuidado envolvem manter uma boa temperatura do quarto ou ambiente que o bebê estiver dormindo, não vesti-lo com excesso de roupas, e não fumar durante a gravidez ou após o parto, especialmente perto do pequeno. Oriente-se sempre com seu pediatra e saiba como proteger seu filho da SMSL.

 


 

Fontes: whattoexpect.com  / sbp.com.br

Post inserido neste site por: Codecanyon.net.br / Webloja.cc

 

 

compartilhe: